Desenvolvimento - ModelagemFeed de artigos deste autor

BPM – Abordagem Conceitual

Abordagem conceitual de uma metodologia baseada no levantamento dos processos de negócio, independente do ramo de atividade da organização. O principal objetivo desta metodologia é focar na melhoria contínua destes processos, baseados nos resultados de execução, redesenho e reanálise.

por Rosane Marchand



O que é BPM

BPM é uma metodologia cujo principal objetivo é modelar o fluxo de processos organizacionais e inter organizacionais.

Esta metodologia permite a análise, definição, execução, monitoramento e administração de processos, relacionando o processo com a interação de pessoas e aplicações informatizadas (infra-estrutura), definindo metas a serem alcançadas e levantando as regras que gerem o negócio.

Podemos resumir que BPM é o conjunto de técnicas que devem garantir a monitoração e melhoria contínua dos processos organizacionais, transformando a relação deste com as pessoas envolvidas, como fornecedores, funcionários e clientes, objetivando um posicionamento da empresa no mercado.

Profissionais envolvidos

Os profissionais envolvidos na adoção da metodologia BPM são:

* Gestores: responsáveis pelo monitoramento e gerencia dos processos e definição de novas regras de negócio.

* Analistas de Negócio: responsáveis pelo levantamento e desenho do fluxo dos processos.

* Arquitetos de Negócio: responsáveis pela remodelagem do processo, identificação de gargalos.

* Desenvolvedores: responsáveis pela implementação das regras para execução de tais processos.

Porque usar BPM

O BPM vem ganhando destaque entre as metodologias pois permite o mapeamento dos processos organizacionais. Uma vez mapeados os processos é possível identificar fluxos críticos a serem melhorados, otimizando a dinâmica operacional e produtiva.

Cada vez mais empresas estão adotando o BPM como prática para gestão de seus processos internos e externos. A adoção do BPM tem mostrado resultados como a melhoria da qualidade operacional e produtiva, redução significativa dos custos, diminuição dos prazos e tempo do ciclo do processo, agilidade na identificação e solução de problemas de distribuição (logística interna e externa), e adoção de estratégias de negociação de mercado.

Resultado final: maior competitividade, maior visibilidade, melhor saúde financeira, agregação de valor a marca, a empresa e o capital humano e melhora do desempenho corporativo.

O que é BPMS

O BPMS, ou Business Process Management System, são os sistemas existentes no mercado que automatizam a gestão de processos de negócio, permitindo a execução, controle e monitoração.

Estes sistemas permitem a modelagem do fluxo dos processos, o mapeamento dos processos de negócio de ponta-a-ponta, desenhando os fluxos, definindo o workflow, levantando as regras de negócio, monitoramento em tempo real das atividades, entre outros.

As tecnologias usadas para mapeamento do processo, que são considerados facilitadores da gestão são: Workflow (automação dos processos), Business Process Modeling and Analysis (entendimento detalhado do processo e o impacto da mudança do processo), Enterprise Application Integration (troca de informações entre sistemas) e Business Activity (monitoramento dos processos).

O BPMS, para ser considerado ferramenta de análise de gestão deve possuir as seguintes funcionalidades:

* Modelagem e desenho do processo

* Execução do processo

* Orquestração de web services

* Interface de worflow para usuários

O que é BPMN

O BPMN é a notação de modelagem de processos de negócio, cujo objetivo seja facilitar o entendimento de todos os envolvidos na gestão e monitoração dos processos. Foi desenvolvido pela BPMI (Business Process Management Initiative).

Esta notação deve especificar o fluxo dos processos organizacionais (internos e externos) objetivando a padronização do mapeamento dos processos de negócio. Neste contexto temos que destacar que o uso do BPMN limita-se à modelagem dos aspectos, único e exclusivamente do processo.

Podemos definir um processo como sendo um conjunto de atividades ou tarefas realizadas em uma organização, sendo estas realizadas em etapas.

Para que cada etapa de uma atividade seqüencial seja cumprida, atribui-se a ela regras e definições, podendo usar meios para o controle, como os sistemas informatizados.

O BPM define três tipos de processos existentes em uma organização:

* Processos privados: são inerentes à organização em si. Ocorrem dentro da organização e normalmente envolve seus os funcionários e colaboradores.

* Processos públicos (abstratos): são interações de um processo privado com processos externos (fora de organização). Ocorrem dentro da organização, porém interagem com processos de outra organização, normalmente envolve funcionários, fornecedores ou clientes.

* Processo global (colaboração): são as trocas de mensagens entre processos de negócio, internos, externos ou ambos, dentro do nosso escopo de visão.

Além dos processos, temos os sub-processos, os quais podemos definir como sendo uma série de atividades ou tarefas que formam um novo fluxo.

Os novos fluxos formados podem ser de dois tipos:

* Abertos (Dependentes) - São representados no mesmo diagrama do fluxo original (diagrama pai)

* Fechados (Independentes) - são representados em um diagrama independente do diagrama original. Normalmente estes fluxos são ditos como reutilizáveis, pois podem ser um único sub-processo que ocorre em diferentes processos.

Pode-se utilizar o fluxo fechado para representar o processo de tratamento de erros, ações de compensação e controle de transações em processos.

Na notação dos fluxos de processo, existem os elementos representativos dos mesmos.

O BPMN define quatro categorias básicas dos elementos. São elas:

* Objetos de Fluxo

* Objetos de Conexão

* Swinlanes

* Artefatos

Objetos de Fluxo são compostos por tres categorias de elementos representativos. São eles:

Os objetos de conexão são compostos por tres categorias de elementos representativos. São eles:

Os Swinlanes representam uma forma de organização das atividades em categorias visuais separadas.

São compostos por dois elementos representativos. São eles:

Os artefatos representam as entradas e saídas das atividades do prcesso.São compostos por tres categorias de elementos representativos. São eles:

Ferramentas BPM

O propósito do uso de ferramentas de BPM é oferecer uma tecnologia para mapeamento evolutivo e contínuo dos processos de negócio da organização.

As ferramentas devem possibilitar interações humanas, interações entre diferentes sistemas e aplicações, processamento de documentos e sistemas de tomada de decisões.

Estão disponíveis no mercado diferentes ferramentas com esta finalidade licenciadas e freeware. Algumas delas são:

Enterprise Architecture - Microsoft

Visio - Microsoft

TIBCO - TIBCO Software Inc

BPM SUITE - BizAgi

Oracle BPM - Oracle

Aris Tools - IDS Scheer

Rosane Marchand

Rosane Marchand - Formada em Análise de Sistemas. Larga experiência profissional como Quality Assurance em algumas instituições financeiras. Atualmente trabalha como analista de sistemas em uma consultoria parceira Oracle.