Gerência - Metodologias e ProcessosFeed de artigos deste autor

Introdução ao MSF – Microsoft Solutions Framework

Conheça neste artigo um pouco sobre a MSF, criada em 1994 pela Microsoft.

por Thiago Pastorello Gervazoni



A MSF foi criado em 1994, e originou-se da análise de times de projetos e grupo de produtos, estas análises eram constatadas com a indústria de práticas e métodos. Estes resultados combinados eram consolidados em melhores praticas entre pessoas e processos.


Figura 1. Grupos que originaram a MSF.

1) Princípios da MSF

  • Foco no negócio: Entender porque o projeto existe da perspectiva do negócio e como este valor é medido. O time MSF entende como o projeto satisfará o consumidor entendendo as necessidades do negócio
  • Comunicação: MSF aconselha a comunicação aberta em toda a equipe, clientes e outros componentes do time.
  • Visão de projeto compartilhado: O processo de compartilhamento de visão de projeto é especificado no início do projeto. Na criação desta visão o time se comunica no intuito de identificar e resolver conflitos e resolver visões enganosas. Isto permite definir a direção do projeto.
  • Esclarecer as responsabilidades compartilhadas: Todo o time compartilha várias responsabilidades para ensinar ao time e seu relacionamento aos respectivos skateholders.
  • Mais poderes aos membros do time: Baseado em time de pares MSF dá poderes aos membros do time por ter que atingir as metas e entregas, aceitando o fato de terem as responsabilidades compartilhadas por tomar decisões, direções quando necessário.
  • Agilidade: As iterações do ciclo de vida do modelo de processo habilitam ajustes de cursos para a entrega do projeto em cada milestone.
  • Investimento em qualidade: MSF tem por premissa que todo o time é responsável por balancear os custos, e funcionalidades para preservar a solução em qualidade e assegurar a qualidade. Membros do time precisam construir qualidade em todas as fases até o sucesso da solução, e por sua vez a organização deve investir em seu time em educação, treinamento, e experiência.
  • Aprender com todas as experiências: Nos últimos 20 anos houve um crescimento colossal no que diz respeito à taxa de sucesso de projetos. Dados que a maior causa de falha são praticamente os mesmos, as organizações de IT não aprendem com as suas falhas de projeto. O MSF engloba o conceito de contínuo crescimento baseado em aprendizado individual e de time.

2) Modelos MSF: Time e Processos

  • Modelo de Time ( Team Model ) habilita a escalabilidade do projeto, identifica quem vai trabalhar durante o projeto e linca cada time com um responsável
  • Modelo de Processo ( Process Model ) provê a alta qualidade através do ciclo de vida do projeto . O process model trabalha em conjunto com o Team Model organizando o processo em fases distintas criação, teste, publicação.


Figura 2. Team model

Objetivos e Metas:

Program Management: Entregar solução nas constantes do projeto, atua nas áreas

  • Gerenciamento de projeto
  • Soluções em arquitetura
  • Garantia de processos
  • Serviços Administrativos

Development: Construir conforme as especificações, atua nas áreas

  • Consultoria tecnológica
  • Implementação da arquitetura e design
  • Desenvolvimento da aplicação
  • Desenvolvimento da infra-estrutura

Test: Aprovar para realease somente depois de atestado a qualidade, atua nas áreas

  • Plano de teste
  • Engenharia de teste
  • Reporte de teste

Release: Criar as publicações das novas operações, atua nas áreas

  • Infra-estrutura
  • Suporte
  • Operações
  • Logística
  • Gerenciamento comercial das publicações

User Experience: Realçar a experiência do usuário efetivamente, atua nas áreas

  • Acessibilidade
  • Internacionalização
  • Treinamento / Material e suporte
  • Pesquisa de usabilidade e teste
  • Advogado do usuário
  • Design da interface

Product Management: Satisfazer os clientes, atua nas áreas

  • Valor do negócio
  • Marketing
  • Advogado do cliente
  • Planejamento do produto


Figura 3. Distinção entre tecnologia e negócios no team model

3) Disciplinas

As disciplinas são necessárias durante o ciclo de vida dos projetos e são guias constantes para cada modelo, o MSF assume três disciplinas que são:

  • Gerenciamento da disciplina de projeto
  • Gerenciamento da disciplina de risco
  • Gerenciamento da disciplina de aprendizado

Gerenciamento de Projeto: Aplica o processo Standard-industry de gerenciamento de melhores práticas para os princípios da MSF. A disciplina de gerenciamento de projeto ajuda o time a obter sucesso sem perder performance com recurso adicional que não provê valor suficiente nos recursos investidos.

Gerenciamento de risco: É o gerenciamento pró-ativo, compreensivo e de proximidade, visando o sucesso e minimizando fatores negativos que impactariam no fracasso do projeto. O gerenciamento de risco reduz surpresas e o dispendioso "apagar fogo".

Gerenciamento de Aprendizado: Ajuda o time do projeto a identificar falta de habilidades e oportunidades para aprendizado. A Disciplina de aprendizado pró-ativamente identifica as habilidades requeridas pelo time, alocando recursos que o projeto necessita e visando novos recursos. O uso desta disciplina aumenta os conhecimentos e habilidades provendo oportunidades para aprendizado e crescimento.

Glossário

Skateholder = Agente externo que possui grande influência no projeto
Milestone = Ponto no projeto que o time assegura progresso e qualidade, e revisa desvios no escopo e especificações.

Link: http://www.microsoft.com/learning/syllabi/en-us/1846Afinal.mspx

Até Mais.

Thiago Pastorello Gervazoni

Thiago Pastorello Gervazoni - Pós graduando pela FGV em MBA-TI Aplicada a Gestão Estratégica dos Negócios, Bacharel e formado em Matemática e Ciências da Computação pela São Camilo. Líder de projetos na Deloitte, desenvolve com plataforma .NET. Possui certificação MCDBA (Microsoft Certified Database Administrator), MCAD (Microsoft Certified Application Developer) e ministra palestras pela Microsoft.

TheSpoke: http://br.thespoke.net/MyBlog/Tpastorello/MyBlog.aspx